- Atualizado em

Indústria do Paraná e países árabes

Para apresentar as características da indústria do Paraná, a Fiep integrou a comitiva paranaense que esteve nos Emirados Árabes

compartilhe

por Rodrigo Lopes

Tivemos reuniões muito produtivas com empresários árabes e também com fundos soberanos, que têm muito interesse em investimentos na América Latina, em especial no Brasil. Creio que teremos resultados tanto no aumento de negócios de nossas empresas quanto na atração de investimentos.

Carlos Valter Martins Pedro

Presidente do Sistema Fiep e integrante da comitiva

Com o objetivo de prospectar novas oportunidades para o setor industrial, durante a missão a Fiep firmou um acordo de cooperação com a Câmara de Comércio Árabe-Brasileira (CCAB). Pela parceria, que envolve ainda a Invest Paraná, agência de promoção comercial do governo do Estado, está prevista ainda a instalação de um escritório nos Emirados Árabes para auxiliar empresas interessadas em realizar negócios na região. Tanto o acordo quanto a instalação do escritório são ações sem custos adicionais para a Fiep.

O acordo foi firmado no dia 12 de outubro e assinaram o documento Carlos Valter e o presidente da CCAB, Osmar Vladimir Chohfi. A integração entre as entidades tem o foco principal na identificação de oportunidades para alavancar o comércio e os investimentos em parceria entre empresas árabes e paranaenses. “A Fiep busca sempre parcerias que gerem ações concretas”, disse Carlos Valter. “A partir de agora, vamos dar sequência a este trabalho identificando as possibilidades de negócios entre empresas paranaenses e dos países árabes. Já somos fornecedores de produtos alimentícios, mas queremos avançar muito mais nessa relação”, acrescentou.

A CCAB completa 70 anos em 2022 e projeta crescimento na relação comercial entre os países do Golfo Pérsico e o Brasil, tendo o Paraná como uma região estratégica. “O Paraná é um dos principais responsáveis pela segurança alimentar do mundo árabe”, afirmou Chohfi. Só em 2020, foi o quarto estado brasileiro que mais exportou para este mercado, atingindo a marca de US$ 1,32 bilhão. “Essa missão internacional é muito importante porque apresenta o Paraná a investidores e empresários do mundo árabe, um mercado muito promissor para o Brasil e especialmente para o Paraná”, completou.

Escritório em Dubai
Também dentro dessa parceria, foi anunciada a abertura de um escritório conjunto da Invest Paraná, agência de promoção comercial do governo do Estado, e da Fiep em Dubai. Ele deverá ficar na sede da Rockland Group, empresa com atividades em mais de 15 países. A ideia é que um representante do Estado trabalhe para dar apoio a empresas paranaenses que queiram fortalecer suas relações comerciais na região.

foto: Governo do Paraná

Para Carlos Valter, o escritório facilitará contatos de industriais paranaenses com potenciais parceiros comerciais ou de investimentos não apenas dos países árabes, mas também do mercado africano. “Essa é uma oportunidade de chegar nesses investidores, através do mundo árabe. Nós temos diversidade no polo industrial e podemos usar essa oportunidade para diversificar nossos negócios”, declarou.

Business Experience
A assinatura das parcerias ocorreu durante o segundo dia do Paraná Business Experience, em que foram realizados vários painéis para apresentar a investidores alguns dos setores estratégicos da economia paranaense. Também foram promovidas rodadas de negócios entre empresas do Paraná e de países árabes.

No mesmo dia, o presidente da Fiep foi o responsável por uma palestra sobre a indústria automotiva do Estado. Ele destacou que o Paraná é o segundo principal polo do setor no país, com capacidade instalada para produção de mais de 5 milhões de veículos ao ano. Atualmente, as mais de 600 empresas do segmento empregam quase 40 mil trabalhadores. Em 2020, foram responsáveis por US$ 1,3 bilhão em exportações.

foto: Governo do Paraná

Carlos Valter destacou, ainda, a infraestrutura instalada no Paraná para apoiar essa indústria. Em especial, o novo terminal de veículos no Porto de Paranaguá e a grande capacidade de geração de energia elétrica do Estado. Ressaltou, ainda, a posição geográfica estratégica do Paraná, próximo aos principais mercados do Brasil e do Mercosul. Além disso, apresentou a estrutura que o Sistema Fiep, por meio do Senai, possui para auxiliar o desenvolvimento da indústria automotiva paranaense.

Marketplace
Além disso, o Paraná BX disponibiliza um marketplace para que participantes do evento e outros investidores estrangeiros possam conhecer mais sobre empresas e entidades paranaenses integrantes da missão. O Sistema Fiep faz parte da ferramenta, apresentando sua atuação e os serviços que oferta ao setor industrial. “A ferramenta pode ajudar o empresário a ter acesso a todos os serviços que o Sistema Fiep presta. Foi uma iniciativa extremamente positiva do governo a criação desse marketplace”, afirmou Carlos Valter. Após o encerramento da missão, o marketplace seguirá ativo, podendo ser acessado por qualquer investidor interessado em realizar negócios no Paraná.

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse.
Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade. Conheça nosso Portal da Privacidade e veja a nossa nova Política. Saiba mais.