- Atualizado em

Indústria audiovisual do Paraná figura entre as mais representativas do Brasil

Jussara Locatelli, nova presidente do Siapar, traz dados que reforçam a relevância do setor

compartilhe

por Priscila Aguiar

Com 404 produtoras registradas na Ancine, o Paraná tem uma participação expressiva na indústria de audiovisual, sendo o quinto estado com o maior número de produtoras. O setor também é um grande empregador, já que gera trabalho tanto para quem atua na criação, produção e distribuição dos conteúdos audiovisuais, quanto para outros ramos que são impactados pela atividade. “É uma indústria com um faturamento de R$ 45 bilhões por ano, que gera 330 mil empregos e arrecada R$ 3,4 bilhões de impostos diretos e diretos. Além disso, envolve diversos setores, como as indústrias têxtil e de vestuário, os segmentos de alimentação, transporte, turismo, entre muitos outros”, conta Jussara Locatelli, presidente do Sindicato da Indústria Audiovisual do Paraná, o Siapar.

É uma indústria com um faturamento de R$ 45 bilhões por ano, que gera 330 mil empregos e arrecada R$ 3,4 bilhões de impostos diretos e indiretos.

Jussara Locatelli

Presidente do Siapar

Outro dado que a Jussara traz é o fato de o setor audiovisual, segundo o IBGE, ter gerado, entre 2015 e 2018, um valor adicionado de R$ 26,7 bilhões, superando indústrias como a farmacêutica (R$ 25,3 bilhões), a de eletrônicos e óticos (R$ 16,1 bilhões) e a de fabricação de produtos têxteis (R$ 14,7 bilhões). “Esses dados demonstram a representatividade da nossa área”, reforça. Por valor adicionado entende-se o “valor que a atividade acrescenta aos bens e serviços consumidos no seu processo produtivo”, de acordo com o IBGE.

Desafios e novas possibilidades

A pandemia do novo coronavírus trouxe desafios, mas também oportunidades. “Várias produções foram suspensas e ficávamos na expectativa em relação aos protocolos que deveriam ser seguidos. Por outro lado, nunca tivemos tanto consumo de conteúdos de streaming como na pandemia, o que demonstra a necessidade de estarmos em constante atualização”, conta. De acordo com uma pesquisa elaborada pela Kantar IBOPE Media, 98% dos usuários de internet consomem algum tipo de conteúdo via streaming de áudio ou vídeo e 73% afirmam que o consumo de streaming de vídeo (pago ou gratuito) aumentou após o início da atual crise.

Em meio a um cenário dinâmico, de constantes mudanças, o Siapar tem como desafio não só ter mais empresas do ramo envolvidas com as atividades do sindicato, como também ter maior representação por regiões do estado. Dentre os novos serviços propostos pela gestão está a prestação de serviços de consultoria técnica e operacional na elaboração de editais relacionados à produção e exibição audiovisual. Além disso, o sindicato incentiva a contratação de equipes paranaenses e fomenta o crescimento do mercado local de audiovisual. “O espaço reservado para exibição de produções brasileiras em canais de empresas internacionais ainda é muito pequeno, se comparado a outros países. É necessário que tenhamos mais visibilidade das produções locais”, comenta Jussara.

Para contribuir com o crescimento do setor, a entidade mantém parcerias – o Sistema Fiep é uma delas – e planeja a promoção de eventos de relacionamento, como o Dia do Empresário do Audiovisual, que deve acontecer na metade de outubro. O incentivo para a organização de uma Film Commission – que incentiva, facilita, apoia e simplifica os procedimentos para a produção audiovisual em áreas públicas – também deve impulsionar as ações do Siapar. “Conseguimos aprovar agora em setembro uma capacitação do Ministério da Economia (Brasil) / Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, e estamos incentivando a organização de Film Commission para Curitiba e Região Metropolitana”, conta a presidente. 

Sobre a nova presidente

Jussara Locatelli assumiu em maio a presidência do Sindicato da Indústria Audiovisual do Paraná, o Siapar. CEO da Realiza Vídeo, produtora de conteúdo que está desde 1991 no mercado, ela conhece bem os desafios do setor. À frente agora do sindicato, entidade na qual já atuou anteriormente como vice-presidente, Jussara pretende unir ainda mais o segmento. “Nossa gestão é colaborativa e queremos atrair cada vez mais produtoras para participar das nossas iniciativas”, explica.

Técnica em Telecomunicações, graduada em Educação e com especializações em Comunicação Audiovisual, Comunicação e Marketing, e Técnica de Desportos, é, ainda, diretora do Fórum Audiovisual Minas, Espírito Santo e Estados do Sul (Paraná, Santa Catarina e Rio Grande Sul). Representa o Paraná na BRAVI – Brasil Audiovisual Independente, faz parte da liderança do grupo + Mulheres, é membro da Sociedade de Engenharia de Televisão (SET), e atua no projeto de desenvolvimento da economia criativa para o setor audiovisual do Sebrae Paraná.

Conheça a gestão 2021-2023 do Siapar:

Diretoria

Presidente: Jussara Locatelli

Vice-presidente: Augustinho Pasko

1º secretário: Simone Ogassawara

2º secretário: Antonio Roberto Gonçalves Junior

1º tesoureiro: Guilherme Estevan Menezes Peraro

Conselho fiscal

Efetivos: Fernando Marcondes Macedo

Suplentes: Osmar Dei-Tos Correa da Silva e Eduardo Pereira Lubiazi

Delegados representantes

Suplentes: Laura Dias Dalcanale Pereira Alves e Rodrigo Rafael de Medeiros Martins

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse.
Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade. Conheça nosso Portal da Privacidade e veja a nossa nova Política. Saiba mais.